Unidade Aldeia da Esperança 2017-10-02T14:36:52+00:00

Unidade Aldeia da Esperança

Em 1993, o CIAM fundou a Aldeia da Esperança, um espaço destinado à pessoa maior de 18 anos de idade, com deficiência intelectual e/ou autista.

É um projeto pioneiro no Brasil, inspirado na experiência do Kibutz Kfar Tikva (Haifa – Israel), que visa a moradia assistida desses indivíduos, permitindo a inclusão deles em tarefas rotineiras.

Localizada em Franco da Rocha, a apenas 60 km de São Paulo, possui estrutura moderna e um time de profissionais variado, para atender da melhor forma possível os indivíduos. Possui área de 415 mil m², equivalente a 59 campos de futebol oficiais.

Na aldeia, cada morador possui sua própria residência, garantindo sua independência, individualidade, liberdade, autonomia e desenvolvimento. Anualmente, passamos por auditoria externa e duas auditorias internas.

Há ainda outras opções de programas, como a Aldeia Hotel (curta temporada) e Aldeia Dia (atividades em alguns dia da semana).

Nossa equipe multidisciplinar inclui psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeira, pedagogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e educador físico.

Garantimos a moradia individual, cuidados físicos e o desenvolvimento artístico e cognitivo dos residentes por meio de:

Atividades terapêutico-ocupacionais

Atividades terapêutico-ocupacionais

Ações de desenvolvimento e inclusão social

Ações de desenvolvimento e inclusão social

Assistência ao gerenciamento da vida adulta autônoma

Assistência ao gerenciamento da vida adulta autônoma

Atividades culturais e passeios

Atividades culturais e passeios

Oficinas de artes e cerâmica

Oficinas de artes e cerâmica

Atividades físicas e de fisioterapia

Atividades físicas e de fisioterapia

Apoio à Saúde: Ambulatório, Fonoaudiologia e Nutrição

Apoio à Saúde: Ambulatório, Fonoaudiologia e Nutrição

Venha visitar a Unidade Aldeia da Esperança!

Venha visitar a Unidade Aldeia da Esperança!

Depoimentos de moradores da Aldeia da Esperança:

Eu gosto muito da Aldeia. É um lugar muito especial. A inclusão social tem muita importância para os residentes e as atividades trazem benefícios educativos aos nosso entes especiais.

Yvone Falkas, mãe da Sheila

Ele foi ganhando autonomia, mora sozinho, fez amigos que antes não tinha, tinha muito poucos.

Carla Scarparo, mãe do Guilherme

Nesses 14 anos que a Dany faz parte dos residentes da Aldeia da Esperança, percebi o empenho de todos para que a Aldeia seja esse espaço divino, feito com tanto carinho, onde os residentes podem desfrutar de autonomia supervisionada.

Maryse Schouella, mãe da Dany